O grupo I da Educação Infantil aprendeu uma nova técnica de pintura e se divertiu bastante. Com inspiração no “dripping”, técnica utilizada pelo pintor expressionista Jackson Pollock, as crianças depositaram as mãos em tinta e, com os dedos, a respingaram sobre uma grande folha de papel. Assim, produziram uma interessante obra. Em alguns locais, a pintura lembrava, inclusive, a técnica pontilhista, conforme encontrada na arte de impressionistas, como Claude Monet.

A tinta utilizada foi a aquarela. As cores foram as primárias – amarelo, azul e vermelho – e a combinação entre elas gerou um arranjo de matizes vibrantes. “A aquarela tem luminosidade e evoca movimento. Usamos as cores primárias para que as crianças possam observar as combinações”, explica a professora Rosana Machado. Foi ela, a professora Erli Freitas, a Lili, e a professora auxiliar Fernanda Alves, as organizadoras da sessão de arte.

Coordenação motora fina

Além do exercício artístico e lúdico, a atividade tem o objetivo de estimular a coordenação motora fina das mãos, mais especificamente a dos dedos, usada no movimento de pinça. “Esses exercícios são importantes para crianças nas idades que antecedem o aprendizado da escrita, pois fortalecem os pequenos músculos que serão utilizados na alfabetização” diz Rosana, a “tia Rô”, para alunos e alunas, ou simplesmente “Rô”, porque é assim que todos a conhecem na Terra Firme.

Amigos do coração, parceiros na arte

O mais importante de tudo, porém, parece ser o vínculo que essa atividade pedagógica tem com o estado de espírito da turma, cujo projeto do terceiro trimestre é “Amigos do Coração”. “É uma turma fraterna, colabora e compartilha a vida. O nome do projeto veio de uma aluna, que assim definiu o sentimento que envolve essas crianças. Aqui, nesta atividade, elas compuseram uma obra simbólica. As mãos de todas criaram uma só pintura, uma realização coletiva”.

Cores e suas transformações

Rô tem como prática pedagógica a atenção à coordenação motora e o incentivo à criatividade de seus alunos e alunas. Para isso, promove atividades como esta e, também, como a apresentada na matéria “Estudando as cores e suas transformações”, disponível em https://escolaterrafirme.com.br/estudando-as-cores-e-suas-transformacoes/. Nela, as crianças realizaram o tingimento de mantas de algodão, em um trabalho de identificação de cores e das transformações que sofrem quando em interação. Depois, experimentaram a textura do algodão, já colorido e seco.